Policlínica Fazenda Rio Grande

A importância da vacina BCG – Dia da Vacina BCG

Home>Notícias>A importância da vacina BCG – Dia da Vacina BCG
A importância da vacina BCG – Dia da Vacina BCG
Por: admin

Toda vacinação é importante para a prevenção de várias doenças, principalmente as contagiosas. Nesse sentido, a vacina BCG não seria diferente. Criada em 1921, e usada até hoje, essa vacina é aplicada em bebês durante o primeiro mês de vida, com a finalidade de prevenir doenças infectocontagiosas, principalmente a tuberculose, que pode atacar pulmões e outros órgãos, e tem eficácia garantida de cerca de 78% de proteção. Saiba mais sobre a BCG.

Dia da Vacina BCG

No ano de 1921, em Paris, os médicos Camille Guérin e Albert Calmette desenvolveram a vacina BCG (Bacilo Calmette-Guérin), que inicialmente era administrada via oral e a partir de 1968, passou a ser aplicada via intradérmica. No Brasil, a vacina começou a ser utilizada em 1929, e desde então faz parte do calendário obrigatório de vacinação. Pensando em alertar a população sobre a importância da vacinação BCG, foi instituído em 1 julho o Dia da Vacina BCG.

Como a vacina BCG atua no organismo

Sabe aquela famosa marquinha que todos têm no braço direito? Pois bem, é da vacina BCG. Essa parte do braço em que a vacina é aplicada chama-se deltoideana. A dose administrada, cerca de 0,1 ml, contém 200 mil bactérias vivas, as quais geram uma infecção artificial e inofensiva e, como resultado, cria a resistência no organismo.

A reação da vacina apresenta-se da seguinte forma: após a aplicação no braço direito, surge uma pequena lesão arroxeada e, posteriormente, uma dá origem a uma pápula (elevação solidada pele). Após um mês, essa elevação regride e então aparece a cicatriz.

A indicação é que a vacina seja realizada no primeiro mês de vida do recém-nascido. No entanto, é necessário que o bebê tenha um peso igual ou superior a 2kg e esteja em perfeitas condições de saúde.

 

Reações da vacina BCG

Assim como a maioria das vacinas,  é natural haver algumas reações, como:

  • Febre;
  • Dor e vermelhidão no local e;
  • Sono excessivo.

 

Essas são respostas imunológicas comuns do organismo, porém, na maioria dos casos a vacina BCG não apresenta efeitos colaterais. Contudo, se houver reação, o indicado é o uso de antitérmicos e analgésicos para diminuir a febre e a dor e, ainda, a aplicação de gelo envolto a uma fralda no local da vacina para aliviar o incomodo e a vermelhidão do local.

 

Agora que você já sabe da importância da vacinação, verifique a caderneta de vacinação do seu filho e mantenha-a atualizada.


Voltar
Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas