Policlínica Fazenda Rio Grande

Veja como se prevenir da Rotavírus

Home>Notícias>Veja como se prevenir da Rotavírus
Veja como se prevenir da Rotavírus
Por: admin

Existem diversos vírus, bactérias, que sofreram mutações e acabam fragilizando nossa saúde se não estamos atentos.

Um deles é o Rotavírus, que de alguns anos para cá têm atingido crianças e adultos, o nome se deve ao aspecto de roda que o vírus tem, e como principal sintoma, costuma causar diarreia e indisposição para quem o contrai.

Um perfil que possui um risco mais grave no caso de contrair a doença, são as crianças de até dois anos de idade. Fatores como nível econômico e alguma deficiência imunológica pode prejudicar e desenvolver um quadro grave da doença.

Como existe mais de um sorotipo de Rotavírus, todos estão suscetíveis a contrair a doença. Os vírus são eliminados em alta quantidade nas fezes de quem as contrai e também podem ser transmitidos via ingestão de alimentos contaminados, água, via oral e também pelo ar, semelhante a gripe.

Por este motivo, nos últimos meses do inverno sua incidência aumenta, e por ser um vírus mais forte consegue sobreviver por mais tempo nos ambientes e se prolifera mais rapidamente.

Sua infecção pode ser assintomática, ou seja, causa sintomas no infectado, ou não. Os quadros mais comuns são diarreia líquida com duração limitadas, e quadros como desidratação, febre, vômitos e cólicas também são comuns. Sintomas como obstrução nasal, coriza e dor de garganta também pode ser detectado.

Sua contração pode passar por até quatro etapas. No primeiro caso, o paciente pode ser tratado em casa sem maiores cuidados, se o caso é um pouco mais grave algumas pessoas acabam indo ao médico para ser medicadas com soro, se ainda assim persistir e casos onde os sintomas se agravam, principalmente em crianças, indica-se ficar em observação por cerca de 12 horas. Se ainda assim persistir, é necessário o internamento.

Para prevenir o contágio, a higiene é primordial, principalmente em casa, como lavar as mãos pois é um dos principais focos do contágio, lavar os alimentos, controlar a quantidade de água nos alimentos, e dar o destino adequado aos dejetos do esgoto.

Em recém-nascidos até os seis meses, o estímulo ao aleitamento materno ajuda no aumento dos anticorpos que protegem do Rotavírus. Além destas medidas a rede pública de saúde disponibiliza a vacina contra Rotavírus que pode ser aplicada em crianças a partir dos dois meses de idade.

Fonte: Guia do Bebe


Voltar
Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas